Brasil perde 1,32 milhão de empregos com carteira assinada em 2016

A informações apresentam também que em 2016 todos os meses tiveram corte de vagas. Considerando apenas dezembro, houve o fechamento de 462,3 mil vagas. No ano, o total de empregos com carteira assinada caiu 3,3% em relação a 2015.

Dentro do universo de vagas com carteira de trabalho encerradas, as informações do balanço são de que a perda foi maior atingiu a área de serviços, com 390 mil vagas no setor. Industria, comércio e contrução civil perderam, respevtivamente, 323 mil, 359 mil e 204 vagas de trabalho.

Nem o natal salvou

Nem o período natalino driblou os números negativos. Em dezembro de 2016 o número de demissões superou as contratações em 462 mil.

Com 12 milhões de desempregados no país, a taxa de desocupação e o contingente de pessoas são os mais altos da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad Contínua), iniciada em 2012 .

Os dados apresentados somam-se as informações divulgadas pela Organização Internacional do Trabalho divulgadas nesta semana: A cada três novos desempregados no mundo, um será brasileiro. O Brasil terá em 2017 o maior aumento do desemprego entre as economias do G-20 e adicionará 1,4 milhão de novos trabalhadores sem emprego à sociedade até 2018.

O presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) Adilson Araújo, considera que os rumos políticos são determinantes para a intensificação do desemprego. “Para aliviar o drama, é necessário mudar a política econômica, reduzir juros, controlar o câmbio e ampliar os investimentos públicos. O golpista Temer não tem interesse nem legitimidade para tanto. O retrocesso neoliberal irá aprofundar a crise”, denuncia.

Do Portal Vermelho com agências

Publicado por

Joelson Ribeiro Macêdo

Estudou Geografia na UCSAL, Agente Político, militante do PCdoB, sindicalista e ex-secretário Municipal de Esporte e Lazer de Camaçari - Bahia. Conselheiro da Cidade do Saber e Assessor do Executivo Municipal. Filho de Camaçari, apaixonado pela minha cidade! "De bem com a VIDA"

Deixe uma resposta